Menu

Conversão de consumidores através do Funil de vendas

Branding, Comunicaçāo, empreendedorismo, Gestāo de marca, Identidade visual, Vídeo

Conversão de consumidores através do Funil de vendas

Conversão de consumidores através do Funil de vendas

 

 

Aqui em nosso blog, você já conheceu a definição da metodologia do Inbound Marketing  e como ela pode ajudá-lo a se tornar uma marca de reconhecimento no mercado em meio a tantas outras. Mas hoje você vai saber um pouco mais sobre a Estratégia do Funil de Vendas no marketing, e a relação entre o Branding e Performance.

Em meio a esse cenário digital, tornou-se mais fácil criar um funil de vendas para atingir públicos específicos, que tenham mais a ver com a sua empresa ou produto.

 

Funil-de-vendas-agencia-marketing-35mm

 

 

 +   Como funciona a conversão?

 

A conversão é um termo utilizado no universo digital com etapas e gatilhos que encontramos principalmente no e-commerce (comércio eletrônico), tendo como objetivo facilitar o processo de conquista de vendas.

Mas além disso, serve de indicador para compreender a relação do alcance e sua eficiência associada com a estratégia que foi empregada durante uma campanha. Reconheceremos a conversão quando: a pessoa cadastra seu e-mail para receber as notícias, procura ter acesso a publicações das newsletters, compra determinado produto ou toma qualquer ação que se almejava no início da campanha.

Basicamente, o funil irá traçar a relação do cliente desde o primeiro contato, em que a pessoa conhece a marca até o pós-venda. É possível entender a relação das pessoas que adquiriram o produto e aquelas que apenas visualizaram e não efetuaram a compra, por exemplo.

 

+  O Funil de Vendas consiste em 4 fases:

#1 Aprendizado e descoberta:

Nessa primeira etapa, o objetivo maior é fazer com que seu público desenvolva um interesse por algum assunto que terá uma relação posteriormente com seu produto, criando assim a possibilidade de venda. É necessário mostrar para eles que necessitam de tal para solucionar seu problema.

#2  Consideração:

O seu público começará a pesquisar mais sobre a oportunidade de negócio. Eles reconhecem a existência de um problema e que precisam de uma solução. A estratégia é nessa fase oferecer conteúdos exclusivos (e-books e tutoriais). Com isso, abrir-se-á a possibilidade de conseguir informações adicionais sobre seus futuros clientes, como o e-mail ou outras possibilidades de contato.

#3  Intenção:

O consumidor procura por opções pesquisando as mais viáveis, por isso, é importante ressaltar os diferenciais das soluções propostas por sua empresa.

#4  Compra:

Enfim, é tomada a decisão de compra do produto. Eventualmente poderá ocorrer contato na pós-venda (inclusive é recomendável que seja pró-ativo nesse momento para receber feedback e saber se o cliente se beneficiou com o seu produto/serviço).

 

Além de todo esse procedimento do Funil de Vendas, um dos passos para aumentar a conversão de leads em clientes é a questão de unificação das campanhas de Branding e Performance, como o site de reservas Booking.com executou.

Usando a criatividade, incitaram as pessoas a fazer reserva com uma propaganda que aparentemente incentivava a prática do esqui. A legenda “Turn resolutions into reservations. Best 2016 ever” acompanhou o anúncio. No canto inferior, nota-se a presença de uma chamada para que o cliente realize sua reserva no site. Com um curto anúncio de venda, o Booking mostra o seu propósito de promover experiências para seus clientes.

+  Facilidades da Estratégia:

Aliando as táticas de cada área do funil, é possível alcançar maior eficiência e facilidade para propagar a mensagem.

 

+  A imagem da sua marca

Para estabelecer a relação com o consumidor é necessário mostrar não só o produto, mas a identidade da sua marca.

A forma mais simples é se colocar no lugar de quem irá efetuar a compra e pensar no que ela anseia (benefícios defendidos pelo marketing) e nas crenças que esta possui (relação alcançada pelo branding).

No caso da empresa Aibnb, eles optaram por mostrar o benefício de aproveitar sua vida em outras cidades, sendo esse inclusive o propósito de seu público viajante. A empresa é focada no aluguel de casas, e por isso eles adotaram o lema “Don’t go there. Live there”, que em sua tradução literal significa: “Não vá lá. Viva lá”.

No anúncio, eles dão dicas e passam a ideia de que, além de boa qualidade, o serviço ainda traz comodidade.

 O que buscamos é chamar a atenção tanto emocional quanto racional (com os benefícios oferecidos) para encaminhar os consumidores para as etapas seguintes do Funil de Vendas.

Para isso, a criatividade (que consequentemente ocasiona no reconhecimento de marca) será um requisito importante, além é claro, de uma boa visão estratégica já adquirida a partir da análise dos resultados do método.

 

A sua empresa já possui um funil de vendas? Ajudamos você, é só entrar  em contato conosco.

Ou então, siga-nos em nossas redes sociais:

 

Agência de Branding e Marketing Digital em São Paulo – 35mm
Share

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

UA-65834577-1