Menu

Marketing para pequenas empresas: 6 dicas para impulsioná-lo

Branding, Comunicaçāo, empreendedorismo, Gestāo de marca

Marketing para pequenas empresas: 6 dicas para impulsioná-lo

Marketing para pequenas empresas: 6 dicas para impulsioná-lo

 

 

Não existem leis previsíveis para o comportamento humano, assim como para o Marketing para pequenas empresas. Ao mesmo tempo, as marcas são ativos que impactam a performance da empresa e não se pode abrir mão de gerenciá-las, deixando sua performance de acordo com a percepção externa do mercado.

dicas de marketing para pequenas empresas 35mm agencia de marketing digital em sao paulo

Se nāo existem leis, ao menos, existem dicas de marketing para pequenas empresas que fazem a diferença para que a sua marca se torne referência em sua categoria e mude a dinâmica do mercado a seu favor. Aqui estão elas:

 

+ Dica #1: Parta de uma identidade/ um propósito

O atributo mais comum entre cases vencedores de branding é ter uma visāo crítica e questionadora sobre o meio em que está inserida. Diferente do marketing tradicional no qual o cliente conhece suas necessidades e, portanto, basta perguntar a ele; o Branding (leia mais aqui) vai além.

Quando os consumidores respondem o mesmo para todos os fornecedores de um setor, chega-se a um nível paralisante no marketing de semelhança de ofertas. Todos começam a fazer igual com a defesa de que “o cliente pediu exatamente isso”.

Para sair desse “mais do mesmo”, algumas marcas descobriram que podiam contrariar e questionar o mercado. O importante é que diferenciar-se por meio de um propósito vale como dica de marketing para pequenas empresas ou grandes, tanto faz.

Quando uma marca conhece o seu mercado e tem um porquê da sua existência (aquilo que chamamos na 35mm de alma), ela propõe algo novo e surpreendente. Ela se torna especialista e inovadora. Isso deve nascer desde o princípio do marketing para pequenas empresas.

Foi o que aconteceu com a Natura quando ela questionou o paradigma de que produtos de beleza deveriam esconder a realidade. Com a “Verdade em Cosmética”, ela juntou a crença dos fundadores, do Bem Estar Bem, com a surpresa que o consumidor esperava. Enquanto todas as concorrentes estavam concentradas em entregar uma pele irreal, porque esse era o “esperado” nas pesquisas com clientes.

Assim, a Natura lançou a Chronos, creme antissinais, e nāo anti-idade, com a campanha “Mulher bonita de verdade”, utilizando-se de modelos reais. Saiu na frente pela ousadia, criatividade e, acima de tudo, por ter uma alma da marca bem delimitada!

Sejamos criativos e apliquemos também no marketing de pequenas empresas!

 

Dica 2: Espalhar experiências positivas nos pontos de contato

Para além de palavras bonitas, a marca tem que mostrar que faz.

Uma marca só fixa-se de verdade na cabeça do consumidor quando interage, entrega a experiência que prometeu, em qualquer que seja o ponto de contato – e nāo apenas na comunicaçāo.

O marketing para pequenas empresa tem de considerar que não adianta angariar muito consumidores se a empresa não está apta a entregar sua promessa de venda.

O Branding sempre procura conduzir a marca desde sua ideia inicial, sua intenção estratégica, até seu “momento da verdade”, aquela que você entrega tudo o que prometeu ao consumidor.

Acontece que algumas marcas acreditam na resolução suprema advinda do discurso de marketing para pequenas empresas. Ficam obcecadas nisso e esquecem do passo anterior: entregar sua promessa. Para agradar por completo, é preciso que o discurso seja entregue na prática pela interação e experiência do cliente.

 

+ Dica #3: Pense nos diferentes públicos no marketing para pequenas empresas

De forma natural, as pessoas assumiram diferentes papéis frente a uma marca. Ao mesmo tempo que é um cliente, pode ser um formador de opinião. Pode ser um colaborador e um investidor.

Portanto, independente da situação ou com quem está falando, a mensagem precisa ser coerente e consistente com o que o marketing para pequenas empresas pretende passar. Sem uma mensagem alinhada, a marca corre o risco de se tornar “esquizofrênica”, enviando mensagens diferentes para cada público

A Vale, por exemplo, construiu um super case de reputação, quando percebeu que não era suficiente construir uma imagem somente para o consumidor. Para operar “goodwill” com segurança, é necessários conquistar os demais públicos e, por isso, leva a mensagem de progresso e sustentabilidade a formadores de opinião, governos, ONGs, colaboradores, fornecedores…

 

+ Dica #4: Entender que a marca conversa com o público a cada segundo

Toda marca emite sinais visuais e de comportamento ao construir a sua imagem final.  A consistência tem de aparecer na linguagem da comunicaçāo publicitária, num ponto de venda, num atendimento ao cliente, etc.

O marketing para pequenas empresas deve vislumbrar todos os pontos de contato do negócio com o meio.

O Banco Itaú descobriu isso há muito tempo. O alinhamento visual das agências, da comunicaçāo digital e de todos os pontos de contato garantem uma presença de reconhecimento imediato. Nāo é à toa que ao ver uma propaganda utilizando-se da cor laranja, antes mesmo da logo aparecer, já sabemos de quem se trata.

marketing para pequenas empresas 35mm agencia de marketing digital em sp

+ Dica #5: Relevância de conteúdo

Somos soterrados a cada minuto por uma avalanche de informação e oferta, e temos pouco tempo para digerir tudo isso. Por isso, possui uma marca relevante é um indicador-chave em branding e no marketing para pequenas empresas.

Para se tornar uma marca conhecida, uma comunicação intensiva resolve; ou para diferenciar-se, tenha um posicionamento bem definido e pesquisado. Mas e para se tornar relevante?

A Brahma, por exemplo, conseguiu se destacar num mercado ultracompetitivo por estabelecer uma conexão máxima com o brameiro, em seu comportamento, jeito de pensar e em seu momento de lazer, o futebol.

O marketing para pequenas empresas tem de distribuir conteúdo interessante ao target e não apenas falar de si próprio, de seus produtos e serviços. Leia mais sobre conteúdos de marketing digital aqui.

 

+ Marca e gestāo sāo a mesma coisa

E por fim, mais do que uma prática, uma religiāo: marcas de sucesso reconhecem, começando inclusive pela alta gestāo, que a marca representa o negócio como um todo. É um ativo, e nāo uma logomarca criada pelo departamento de marketing.

Quando uma empresa se manifesta, nem que seja pela boca do presidente numa entrevista para os investidores, ele deposita impressões positivas ou negativas para a reputação da empresa. O mesmo ocorre quando um funcionário destrata um consumidor.

O marketing para pequenas empresas é refletido pelo todo.

Quando todos os setores da empresa tem clareza sobre os valores da marca de forma clara, isso cria um nível de consistência e atratividade difícil de ser combatido pelos concorrentes.

Ao agir nesses 6 pontos, você já estará a frente da maioria.

 

 

Se quiser que a 35mm o guie nessa trajetória, venha tomar um café conosco, clicando aqui!

Ou compartilhe por aqui com seus amigos:

Agência de Branding e Marketing Digital em São Paulo – 35mm
Share

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

UA-65834577-1