Menu

A surpresa é tāo viciante quanto crack!

Branding, Comunicaçāo, Storytelling

A surpresa é tāo viciante quanto crack!

A surpresa é tāo viciante quanto crack!

Fazer uma surpresa aos seus consumidores pode ser o jeito certo de cativá-los!

 

A vida nunca foi tāo previsível. Temos o Restorando para pesquisar a qualidade dos restaurantes e de quebra, ganhar descontos. O Facebook nos permite investigar sobre alguém que marcamos um encontro romântico para nāo irmos às cegas. O Waze ajuda-nos a encontrar o caminho ideal pela cidade, longe do trânsito. Parece nāo ter nada melhor! Nada de surpresa até aí…

O mesmo acontece com as empresas de marketing e a Big Data, que nós oferecem a promessa sedutora de puxe a alavanca X e receba um resultado Y.

E essas ferramentas certamente fazem da nossa profissāo cada vez mais eficiente. Porém, fique atento! Elas também podem tornar as marcas menos emocionantes e surpreendentes. Todo cuidado é pouco para não roubarmos a oportunidade de oferecer uma surpresa alegre que acontece quando menos se espera, atraindo a atençāo dos consumidores.

Nāo desmerecendo a Big Data, pois ela é realmente essencial (ainda mais para uma empresa de branding e marketing como a 35mm). Ainda assim, nāo podemos ignorar o elemento surpresa que, provavelmente, continua sendo a ferramenta de marketing mais poderosa. Aqui vai o porquê.

 

+ Surpresa é viciante assim como o crack para o nosso cérebro.

Cientistas da Emory e Baylor mediram, por meio da ressonância magnética, mudanças na atividade cerebral em resposta a estímulos prazeroso, utilizando esguichos alternados de suco de fruta e água. Os padrões dos esguichos eram ora previsíveis, ora imprevisíveis.

Para surpresa dos cientistas, os mecanismos de recompensa do cérebro responderam mais fortemente na sequência imprevisível de esguichos. “A regiāo se ilumina como uma árvore de Natal”, disse o Dr. Read Montague, um professor associado em neurociência na Baylor. “Isso sugere que as pessoas sāo projetadas para almejar o inesperado”.

Isso explica porquê a a Birchbox, um serviço de assinatura que envia ao cliente uma caixa com produtos de beleza “surpresa” a cada mês, e a Phish, banda de rock que nunca realiza o mesmo rock duas vezes, derāo tāo certo.

Também explica o porquê devemos desenvolver campanhas de publicidade menos focadas sobre “O que falar?” e mais sobre “Quais sāo as expectativas dos nossos clientes e prospects, e como podemos fixar essa mensagem em suas cabeças?”

 

+ Surpreender é barato. Só é preciso um centavo para fazer o dia de alguém.

O psicólogo Norbert Schwarz realizou um estudo no qual esquecia alguns centavos perto da máquina de Xerox. Quando os sujeitos que encontraram a moeda foram pesquisados logo após a descoberta, sua satisfaçāo geral com a vida foi substancialmente maior do que os indivíduos que não a encontraram.

Portanto, ao invés de tentar vencer a concorrência com orçamentos de produção épicas e planos de mídia, os empresários devem se questionar sobre como criar histórias surpreendentes de marca.

Mas cuidado! A surpresa é uma emoçāo que intensifica as outras. Portanto, é uma ferramenta de marketing maravilhosa quando combinada a emoções positivas, e péssima quando ocorre o contrário.

Por exemplo, quando estamos surpresos e irritados, ficamos indignados. E quando ficamos surpresos e felizes?

Isso tem nome. Chama-se marketing de sucesso!

Confira aqui na integra a campanha de Natal da West Jet que surpreendeu a todos!

É por essas e outras que acreditamos no marketing com a alma e com o espírito empreendedor de sair do campo das idéias e agir. Se está conosco nessa, clique aqui.

 

E se gostou desse artigo, mostre para os seus amigos:

Agência de Branding e Marketing Digital em São Paulo – 35mm
Share

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

UA-65834577-1